Minhas Canções.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Retalhos...

A paixão que virou amor, que virou loucura, que virou prisão...
Amar!!! Uma vez, já foi o suficiente para essa existência.
Você me tomava todo o fôlego, se entranhou através de músculos e vasos de meu corpo.
Você virou meu DNA permanente,e eu nem percebi que você tinha me tomado por completo...
Alma, coração, espírito e razão... 
Tudo era você me possuindo até que perdesse a razão e a noção do planeta.
E um dia quando acordei e você tinha ido embora, percebi que não me reconhecia mais, que tinha me transformado em você, que tinha me perdido de mim completamente e, nem senti que essa metamorfose aconteceu.
Meu corpo sofria em agonia por não ter mais suas mãos. Mais o meu coração esse foi o que sentiu mais profundamente o acidente, ele simplesmente se estilhaço em pequenos pedaços. 
O cérebro, lúcido em todos os momentos, não conseguia comandar... 
Meu corpo mandava que levantasse, que tomasse as rédias da vida, da minha vida, e ai descobri da forma mais vil que esses dois órgãos nunca funcionaram em harmonia.
Não adiantava ele mandar, o coração quebrado simplesmente ignorava a ordem.
E mais uma vez me pedi de mim mesma...
Lunna

14 comentários:

  1. Palavras cheias de sentimentos, tristes, lindas! bjs,chica

    ResponderExcluir
  2. Olá, querida Lunna
    Um dia a gente se reencontra e é de novo feliz...
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roselia querida amiga,agradeço o carinho.
      Bjs

      Excluir
  3. Lua,

    O perigo se chama paixão, porque algumas vezes vem acompanhada de uma impulsividade cega, um calor explosivo.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais as vezes o perigo se chama "entrega"...
      Agradeço o carinho da sua amizade minha linda Sissym.
      Bjs

      Excluir
  4. Querida Lua, lindo texto! Como é complicado esse equilíbrio em sentimentos e razão ou cérebro e coração! Um eterno conflito entre o que queremos e o que é melhor! Como diz o texto: "Meu corpo mandava que levantasse, que tomasse as rédias da vida, da minha vida, e ai descobri da forma mais vil que esses dois órgãos nunca funcionaram em harmonia." E assim vamos indo... Feliz domingo, muita luz! Abraços...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O equilíbrio nesses 2 órgãos é complicado, mais com o tempo tudo se arranja...
      Beijos no coração Nyce meu anjo.

      Excluir
  5. Olá Lunna,

    Quando a paixão domina é comum perder-se de si mesmo. Equilíbrio entre razão e emoção é o ideal, mas nem sempre ele é conseguido em tempo de safar-se à dor e desilusão.
    Belo texto!

    Ótimo domingo.

    Beijo.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitas vezes esquecemos que o poder de sermos felizes, está somente em nossas mãos e não nas mãos de outros...
      Agradeço o carinho da visita Vera minha flor.
      Bjs

      Excluir
  6. Pois é Lunna, coração e cérebro nunca se deram bem em se tratando de amor.
    Mas temos que tentar, não é?
    Um beijo e um abraço carinhoso no seu coração!!
    Suzana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos tentando...Caindo e levantando...
      Beijocas minha linda amiga.

      Excluir

Peço que se identifique, pois comentário ANÔNIMO é igual chamada restrita, você não sabe da onde vem e como retribuir.

Bençãos da Deusa.
Blessed be!!
Lua.