Minhas Canções.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Tráfico de Mulheres

Segundo Relatório da Anistia Internacional, o tráfico de pessoas é uma das formas ilegais mais lucrativas no mercado mundial. Dados da OIT (Organização Internacional do Trabalho) estimam que o tráfico humano movimente por ano cerca de 32 bilhões de dólares.
Para a Associação para a Prevenção e Reinserção da Mulher Prostituída (APRAMP) a situação das brasileiras inseridas neste mercado de exploração merece atenção. A instituição alerta que o Brasil é hoje o país com maior número de mulheres traficadas para fins sexuais da América do Sul. Dados da Pesquisa Nacional sobre o Tráfico de Mulheres, Crianças e Adolescentes (PESTRAF) contabilizam 110 rotas nacionais e 131 rotas internacionais, sendo 32 dessas para a Espanha.
A Convenção de Palermo, um dos poucos marcos legais que tratam do tráfico de pessoas, o define como o recrutamento, o transporte, a transferência, o alojamento de pessoas utilizando-se de ameaça, uso da força, formas de coação e abuso de autoridade sobre situações de vulnerabilidade para fins de exploração.
Segundo estimativas do Instituto Europeu para o Controle e Prevenção do Crime, cerca de 500 mil pessoas são traficadas de países mais pobres para este continente por ano. Quanto ao tráfico de pessoas para fins sexuais, estima-se que 98% das vítimas em todo o mundo são mulheres.
Para quem realiza este tipo de exploração, a atividade tem baixos riscos e altos lucros. As mulheres traficadas entram no seu país de destino com visto de turista e a ação da exploração sexual muitas vezes é camuflada nos registros por atividades legais como o agenciamento de modelos, babás, garçonetes ou dançarinas.
Sabe-se que essas mulheres trabalham de 10 a 13 horas diárias no mercado do sexo, não podendo recusar clientes e sendo submetidas ao uso abusivo de drogas e álcool para permanecerem despertas .Elas acabam não se reconhecendo como traficadas, não se dão conta da grave exploração que sofrem, apenas admitem que foram enganadas.
Não seja rápida em julgar essas pessoas que são traficadas. 
Sejá rápida em fazer alguma coisa para mudar essa realidade medonha, degradante e humilhante.
Escravidão seja como for é CRIME! É deve ser punida.
Abraços de solidariedade.
Lua
Poucas das mulheres vítimas deste crime têm ciência de que a migração se destina à exploração sexual. Por vezes elas permanecem em cárcere privado, sob permanente vigilância, além de sofrerem preconceito e discriminação por parte dos clientes e dos donos dos estabelecimentos.
O tráfico para fins de exploração sexual traz irreversíveis consequências às mulheres. Estas ficam expostas a todo tipo de doença sexualmente transmissível, inclusive ao vírus HIV, sofrem ataques físicos por parte dos clientes, são atacadas sexualmente pelos aliciadores, têm que lidar com constantes ameaças ou intimidações por todo o período que permanecem em regime de escravidão sexual, além de destinarem todo o dinheiro que arrecadam para pagar a dívida contraída com os cafetões.
O mais alarmante é que se detectou que vem aumentando a quantidade de brasileiras que entram nos países de língua latina da Europa para fins de exploração sexual. Dessas tantas, muitas estão sofrendo uma nova forma de exploração: a revenda. As mulheres permanecem um pequeno período, menos de 28 dias, em um estabelecimento de prostituição, em seguida são revendidas a outros estabelecimentos com a finalidade levar novas possibilidade de escolha dos clientes. Para a estudiosa do assunto Iana Matei, o aumento desse comércio de troca é consequência da relação de traficantes de entorpecentes com a exploração sexual, levando a este ramo a administração em rede e a renovação de mercadoria para lucrar mais.
Perfil
A Fundação francesa Scelles, que luta contra a exploração sexual, divulgou que há cerca de 42 milhões de pessoas em situação de prostituição no mundo; 75% dessas são mulheres com idade entre 13 e 25 anos.
O relatório da OIT sobre o assunto acrescenta que são de classes populares, apresentam baixa escolaridade, habitam em espaços urbanos periféricos com carência de saneamento, transporte (dentre outros bens sociais comunitários), moram com familiares, têm filhos e exercem atividades laborais com baixa remuneração. Muitas delas já foram submetidas a alguma forma de prostituição.
O mesmo relatório avalia que entre as causas do tráfico de pessoas para fins de exploração sexual estão: instabilidade política, econômica e civil em regiões de conflito, emigração não legalizada, violência doméstica, ausência de oportunidades de trabalho. Esta última é maior motivação por conta da vulne-rabilidade social e econômica em que essa situação insere as mulheres.
Toda essa relação de exploração reflete claramente que o tráfico de mulheres é uma das maiores expressões da ação da sociedade capitalista na vida das mulheres trabalhadoras, as quais, precisando sobreviver, submetem-se a condições de vida degradantes. Nos períodos de crise, como o que vivemos atualmente, isto tende a se agravar, como mostram os dados, já que a exploração da classe trabalhadora como um todo, aumenta. O capitalismo, todos sabemos, se fundamenta na realização de lucro para poucos à custa do trabalho de muitos e a qualquer preço.
A sociedade capitalista expõe o corpo das mulheres, utilizndo para vender os mais variados produtos e leva esta mercantilização até as últimas consequências, tornando as próprias mulheres mercadorias, as quais se vendem, se compram, se usam e se exploram da maneira mais cruel.
Esta dura realidade coloca a toda classe trabalhadora e em específico às mulheres a necessidade de lutar para colocar fim a esta exploração e opressão. Coloca a necessidade de organização para que tenha fim de uma vez por todas este sistema, que se utiliza do corpo, do sangue, do trabalho de uma enorme parcela da população para enriquecer uma minoria.
Matéria de: Ana Rosa, São Paulo
Fonte: http://averdade.org.br/2012/04/trafico-de-mulheres-uma-questao-de-classe-e-genero/

18 comentários:

  1. Olá Lua,
    bom dia,
    uma realidade que é motivo de preocupação,
    o pior disto é que em muitos casos os policiais são cúmplices,
    informar e divulgar, porque isto tem de parar.

    Lua, quero felicitá-la, você fez uma grande contribuição.

    Desejo-lhe uma linda semana
    beijos

    bênçãos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradecida Ariel, na maioria das vezes as coisas acontecem do nosso lado e, não vejos ou simplesmente ignoramos.
      Acho que isso tem que muda!
      Beijinhos de luz.
      Bençãos plenas.
      Lua.

      Excluir
  2. Triste realidade essa, querida amiga.
    Beijo e boa semana pra você.
    Lita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Triste e degradante realidade, essas pessoas são tratadas como "resto humano".

      Beijinhos de rosas querida Lita.
      Lua

      Excluir
  3. Ciao Lua, questo è veramente un grosso problema perché non è limitato a questa o quella nazione, è mondiale. Il traffico dei corpi umani, donne o ragazzi che siano, è enorme e, secondo il mio modesto parere, non si riuscirà mai ad eradicarlo, ance se lo vorrei con tutte le mie forze. Bisognerebbe trasformarsi in Rambo e cominciare ad uccidere tutti i capi di questa povra, ma non è facile, in modo particolare per un pacifico come me. Buona giornata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você queido élio, esse é um mal muito maior que possamos imaginar.
      Beijinhos de paz.
      Lua.

      Excluir
  4. Lua, esta tragédia é um poço sem fundo, infelizmente para estas mulheres a maior parte das vezes não tem como escapar dos seus raptores. Por cá de vez em quando há denúncias destes casos e a polícia já conseguiu resgatar algumas destas mulheres com exito, mas nem sempre é assim. É uma vergonha para a humanidade!
    Beijinhos de Luz!
    Ana Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma vergonha e uma degradação, como tantas outras que existem espalhadas pelo nosso tão amado planeta.
      O ser humano não é só PREDADOR, é destruidor de seus próprios semelhantes.
      Beijinhos de paz.
      Lua

      Excluir
  5. Isto e horroroso, os homens sao capaz de cualquer coisa... das bajezas mais grandes. Quizas haya que perseguir a os clientes...
    Beijo, querida Lua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho mais adjetivos para essa prática tão mostruosa.
      Agradecida pela visita amiga.
      Beijinhos de paz.
      Lua

      Excluir
  6. Infelizmente em pleno séc. 21 ainda temos problemas deste tipo, por isto afirmo que os animais são mais civilizados que nós!

    Passei para te desejar uma ótima semana.


    Beijos


    Audeni

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os animais são seres muito mais evoluidos e melhores do que muitos seres humanos que pisam por esse paneta.
      Agradecida pela visita Audeni.
      sucesso e bençãos.
      Beijinhos de luz.
      Lua

      Excluir
  7. Se o mar adormecer em desvario
    As ondas não mais se formarem
    Se as gaivotas se perderem do ninho
    As árvores mais altas tombarem

    Se o dia não encontrar a manhã
    As nuvens deixarem de chorar água pura
    Se as pedras da ilha roubarem a cor ao verde
    As tuas palavras deixarem de ser raiva dura

    Boa semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido poeta profeta, suas palavras embelezaram meu dia, agradecida pelo presente.
      Abraços de luz.
      Lua.

      Excluir
  8. Hasta la palabra mas ruín se queda corta,para ciertas personas.

    Besos de magia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse tipo de "gente", é que destroi tudo de belo pelo mundo.
      Tenha um dia lindo amiga.
      Beijinhos de mirra.
      Lua.

      Excluir
  9. Menina...como é triste saber que isto existe e as vezes é perto da gente!
    Estou de olho e adorei o post informativo!
    Beijos e te desejo uma ótima semana!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradecida pela linda visita amiga.
      Beijinhos de luz.
      Lua

      Excluir

Peço que se identifique, pois comentário ANÔNIMO é igual chamada restrita, você não sabe da onde vem e como retribuir.

Bençãos da Deusa.
Blessed be!!
Lua.