Minhas Canções.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Poesias em palavras de Fernando Pessoa

Abdicação

Toma-me, ó noite eterna, nos teus braços
E chama-me teu filho... eu sou um rei
que voluntariamente abandonei
O meu trono de sonhos e cansaços.
Minha espada, pesada a braços lassos,
Em mão viris e calmas entreguei;
E meu cetro e coroa - eu os deixei
Na antecâmara, feitos em pedaços
Minha cota de malha, tão inútil,
Minhas esporas de um tinir tão fútil,
Deixei-as pela fria escadaria.
Despi a realeza, corpo e alma,
E regressei à noite antiga e calma
Como a paisagem ao morrer do dia.
(Fernando Pessoa)

Beijos com a suavidade da alma.
Lua.

2 comentários:

  1. Lindo!!! Adorei seu Blog! É super Mágico!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá Morgana, fico feliz que tenha gostado.
    Até breve.
    Beijos Encantados.
    Lua.

    ResponderExcluir

Peço que se identifique, pois comentário ANÔNIMO é igual chamada restrita, você não sabe da onde vem e como retribuir.

Bençãos da Deusa.
Blessed be!!
Lua.