Minhas Canções.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

As pessoas invisíveis do dia a dia



A faxineira
No meu segundo mês na escola de enfermagem, o nosso professor aplicou à turma
um teste surpresa. Eu era uma aluna conscienciosa e respondera rapidamente às perguntas,
até que li a última:
"Qual é o primeiro nome da faxineira da escola?"
Sem dúvida, tratava-se de alguma brincadeira. Eu vira a faxineira várias vezes.
Ela era alta, tinha o cabelo castanho e estava na casa dos 50 anos. Mas como eu iria
saber o nome dela?
Entreguei o teste, deixando a última pergunta em branco. Antes que a aula terminasse,
um aluno indagou se a última pergunta contaria para nota. "Definitivamente",
respondeu o professor. "Durante o exercício da profissão, vocês conhecerão muitas
pessoas. Todas são importantes. Elas merecem a sua atenção e o seu interesse, mesmo
que tudo o que vocês façam seja sorrir e dizer olá."
Nunca me esqueci dessa lição. Também descobri que o nome da faxineira era
Dorothy.

** Extraído de Prosperidade sem Correria, de Alan Cohen, Editora Pensamento.

Já experimentou dizer "Bom dia!", para alguém que você não conhece?
Eu já. E sabe qual foi a resposta que recebi?
Um S O R R I S O maravilhoso. E ai eu digo pra vocês, o meu dia ficou tão bom, tão especial, que lembro daquele sorriso sincero todos os dias.
Temos que exercitar a nossa atenção a toda hora, imagina quantas pessoas importante deixamos de conhecer, simplemente por não enxergarmos elas ali todos os dias.
Então vamos exercitar o nosso amor de dar sem esperar nada de volta, por que com certeza vocês vão se surpreender com o retorno.

Beijos com rastros de amor.
Lua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Peço que se identifique, pois comentário ANÔNIMO é igual chamada restrita, você não sabe da onde vem e como retribuir.

Bençãos da Deusa.
Blessed be!!
Lua.